Arqueólogos descobriram e desenterraram um túmulo de 1,9 mil anos perto da cidade de Sofia, na Bulgária, nesta terça-feira. Segundo a equipe de pesquisadores informou à agência AP, o túmulo é de origem trácia e está muito bem preservado.

No túmulo, a equipe encontrou duas taças de prata decoradas com cenas da mitologia e imagens do deus grego do amor Eros, além de um vaso de bronze, cântaros de barro, recipientes de vidro e artefatos ainda não-identificados.

Vaso de bronze é encontrado entre cântaros de barro em um túmulo de 1,9 mil anos descoberto na Bulgária

Vaso de bronze é encontrado entre cântaros de barro em um túmulo de 1,9 mil anos descoberto na Bulgária

Arqueólogos descobriram e desenterraram um túmulo de 1,9 mil anos perto da cidade de Sofia, na Bulgária, nesta terça-feira. Segundo a equipe de pesquisadores informou à agência AP, o túmulo é de origem trácia e está muito bem preservado.
No túmulo, a equipe encontrou duas taças de prata decoradas com cenas da mitologia e imagens do deus grego do amor Eros, além de um vaso de bronze, cântaros de barro, recipientes de vidro e artefatos ainda não-identificados.

Os trácios foram um povo indo-europeu que viveu por volta dos séculos V e VI na região da Trácia, onde hoje fica a Bulgária, Romênia, Grécia e Turquia.

Fonte: Terra