Tag

egito

Arqueologia

(Múmias apareceram no Egito muito antes da era dos faraós)

O estudo, em inglês, pode ser acessado clicando aqui. +++ Descoberta foi anunciada em um estudo publicado na revista científica PLOS ONE A mais remota evidência da mumificação no Egito sugere que a prática de embalar corpos para preservá-los depois da morte começou por volta de mil anos antes do que se pensava, revelou um estudo publicado em 13 de agosto de 2014. O estudo, publicado no periódico PLOS ONE, foi o primeiro a descrever resinas e linhos usados como envoltórios funerários de 3.350 a 4.500 a.C. Há muito tempo, historiadores acreditavam que a prática egípcia de mumificação tinha começado…

Continue lendo
Arqueologia, Notícias

(Túmulo de cantora do deus Amon-Rá é descoberto no Egito)

Achado comprova que no vale dos Reis há também sepulturas de personalidades da época, além dos sarcófagos dos faraós Uma equipe de arqueólogos suíços descobriu o túmulo de uma cantora do deus Amon-Rá, da 22ª dinastia (712-945 a.C.), no vale dos Reis na cidade de Luxor, a 600 quilômetros do Cairo. O Ministério de Estado para as Antiguidades do Egito anunciou neste domingo que os arqueólogos encontraram o sarcófago durante os trabalhos de limpeza de um corredor que leva ao túmulo de um faraó Tutmósis III (1490-1436 a.C.). Nesse corredor, os especialistas encontram um poço que dá acesso a uma…

Continue lendo
Arqueologia, Notícias

(Descoberta inscrição sobre faraó egípcio na Arábia Saudita)

Texto mencionando Ramsés III é o primeiro registro de hieróglifos já encontrado em território saudita A Arábia Saudita encontrou sua primeira inscrição hieroglífica mencionando um faraó egípcio, datando de mais de 3.000 anos. O texto está numa rocha perto da cidade de Tabuk, informa a mídia estatal saudita. As inscrições, que contêm o nome do faraó Ramsés III, datam do século 12 a.C. e são os primeiros hieróglifos já encontrados em território saudita. Ramsés III governou o Egito de 1.192 a.C. a 1.160 a.C. A descoberta foi feita em julho, no oásis de Tayma, que se localiza no que foi,…

Continue lendo
Arqueologia, Notícias

(Arqueólogos descobrem tumba de 4,5 mil anos no Egito)

Arqueólogos anunciaram nesta segunda-feira a descoberta de uma tumba com mais de 4,5 mil anos. O local fica ao sul da necrópole dos construtores das pirâmides, no Cairo, Egito. As informações são da agência EFE. Segundo o secretário-geral do Conselho Supremo de Antiguidades, Zahi Hawass, é a primeira tumba encontrada na região e se difere das descobertas até hoje pelo desenho arquitetônico. De acordo com o site da TV Fox News, as autoridades egípcias acreditam que a tumba possa fazer parte de uma grande e desconhecida necrópole em Giza (a região onde ficam as três mais famosas pirâmides). Ainda segundo…

Continue lendo
Arqueologia, Notícias

(Tutancâmon era filho de faraó com irmã, diz estudo)

Desde que a tumba de Tutancâmon foi descoberta, em 1922, pelo arqueólogo Howard Carter e sua equipe, muito mistério envolve a vida e a morte do jovem faraó que governou o Egito dos 9 a aos 19 anos, no século XIV a.C. Até pouco tempo atrás, os arqueólogos não sabiam quem eram os pais de Tutancâmon nem a causa de sua morte prematura. Agora, uma equipe de geneticistas, liderada pelo arqueólogo Zahi Hawass, conseguiu solucionar uma parte significativa do quebra-cabeça. Por meio do estudo do DNA de Tutancâmon e de dez outras múmias que os arqueólogos suspeitavam ser membros da…

Continue lendo
Arqueologia, Notícias

(Arqueólogos descobrem padaria de 3660 anos no Egito)

Um local que aparenta ter sido uma padaria na antiguidade foi encontrado por equipe de arqueólogos egípcios e americanos da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, durante escavação em deserto do Egito, segundo informações do site da Discovery News. A descoberta data do perído entre 1650 a.C. e 1550 a.C Segundo John Coleman Darnell, líder da equipe de arqueólogos, em entrevista ao site, o local no qual a padaria foi encontrada era um centro administrativo na região que liga o Vale do Nilo com Darfur, no Sudão. Anteriormente, já haviam sido encontradas estruturas similares a prédios administrativos no Vale do…

Continue lendo
História, Notícias

(Cleópatra teria se suicidado com veneno, diz estudo)

Rainha egípcia morreu após tomar coquetel mortal de drogas e não por mordida de cobra, apontam pesquisadores Um estudo de cientistas alemães trouxe novas pistas sobre os mistérios da morte de Cleópatra, a última rainha do Egito: ela teria morrido poucas horas depois de tomar um coquetel de drogas, e não após ser mordida por uma serpente como se acreditava anteriormente. Segundo eles, Cleópatra teria tomado um coquetel feito de ópio (suco extraído de espécies de papoulas) e de plantas venenosas como acônito (Aconitum napellus) e cicuta (Cicuta maculata), a mesma usada para envenenar o filósofo Sócrates. Com base em…

Continue lendo
Arqueologia, Notícias

(Arqueólogos encontram tumbas de 4,3 mil anos no Egito)

Arqueólogos anunciaram a descoberta de tumbas de 4,3 mil anos em Saqqara, próximo ao Cairo, no Egito. Segundo os cientistas, uma das tumbas pertenceu a Khonsu, filho de Shendwas – ambos serviram como escribas reais durante o Reino Antigo. As informações são da Reuters. Segundo os pesquisadores, foram encontradas duas tumbas construídas em rochas na antiga necrópole de Saqqara. Mais imagens: Fonte: Terra/Reuters

Continue lendo
Arqueologia, Notícias

(Arqueólogos encontram túmulo do faraó Seti I do Egito)

Uma missão de arqueólogos descobriu no Vale dos Reis, na cidade de Luxor, o último trecho de um corredor subterrâneo que conduz ao túmulo do faraó Seti I, pai de Ramsés II e que reinou no Egito entre 1.314 e 1.304 antes de Cristo. O Conselho Supremo de Antiguidades (CSA) anunciou nesta quarta-feira em comunicado que a descoberta aconteceu após uma busca que durou aproximadamente 200 anos nesta zona de Luxor, a cerca de 600 quilômetros ao sul do Cairo. Foi a primeira vez na qual os arqueólogos conseguem descobrir totalmente um corredor escavado nas rochas de até 174,5 metros…

Continue lendo
Arqueologia, Notícias

(Cidade de 3.500 anos é localizada no Egito)

Antiga capital do país, Aváris foi mapeada com a ajuda de imagens de radar Uma missão de arqueólogos austríacos localizou uma cidade soterrada há mais de 3,5 mil anos, na província egípcia de Sharqiya, no delta do Nilo, anunciou hoje o Conselho Supremo de Antiguidades (CSA). Pelo comunicado do CSA, a cidade, descoberta a partir de prospecções geofísicas feitas por meio de radares, fazia parte de Aváris, capital egípcia entre os anos 1664 e 1569 a.C., durante o período de domínio dos hicsos. Nas imagens captadas pelas equipes de pesquisa é possível identificar ruas, casas, templos e túmulos, assim como…

Continue lendo
Fechar