Acaba de sair a notícia (que pode ser lida no final deste post) de que o governo britânico liberou uma nova leva de arquivos sobre as investigações oficiais do fenômeno OVNI.

Este é o terceiro grupo de arquivos oficiais sobre UFOs que o governo britânico libera. Dentre os países que já liberaram arquivos secretos e oficiais sobre o assunto estão (além da Inglaterra): França, Bélgica, Dinarmarca, EUA (os arquivos americanos são uma verdadeira piada, não é possível ler praticamente nada, pois tudo está grifado *ou melhor, censurado* com caneta preta…), Canadá (que liberou recentemente – em fevereiro desse ano – também) e Brasil. Acho que não esqueci ninguém.

Pois bem. Apesar de um monte de besteiras, enganos, fraudes, crendices, superstições e falso espiritualismo que parasitam o fenômeno UFO, mesmo assim, existem relatos genuínos, de oficiais, militares, policiais, pilotos, astrônomos, físicos, astronautas, funcionários da NASA, enfim, CONFIRMANDO A EXISTÊNCIA DE UFOs (OVNIs). Aqui no Inconsciente Coletivo eu já havia postado um documentário, chamado “Destino Terra“, um dos melhores já realizados sobre o assunto (se não o melhor), com diversos oficiais de alto escalão, cientistas, pilotos etc., falando sobre o assunto e apostando suas reputações na veracidade desse fenômeno.

Então, eu me pergunto: Como é que alguém ainda se atreve a dizer que não existem UFOs? Podemos debater a origem dos objetos, seus objetivos. Mas jamais negar a sua existência. Há evidências demais, no mundo inteiro, ao longo de muitos anos. Chega a ser irracional.

Muita gente não conhece o Projeto Disclosure. Esse projeto foi criado por diversos funcionários, pilotos, ex-oficiais, militares, astronautas, etc, que tiveram contato de alguma forma com investigações secretas, pesquisas ou material que provaria de maneira praticamente irrefutável não só o aparecimento de objetos voadores inexplicados em nossos céus, mas alguns inclusive vão mais longe e afirmam (um ex-oficial da CIA) que os tais “discos voadores” são tripulados, de outros planetas, e nos visitam há muito mais tempo do que podemos imaginar. Taí uma afirmação que eu jamais faria em público. Sempre imaginei os tais objetos voadores não identificados como sendo uma espécie de satélite, extraterrestre. Da mesma forma que nós mandamos os nossos brinquedinhos pelo espaço a fora, eles devem mandar o deles. Essa era a minha ideia… Mas jamais imaginei oficiais e militares confessando algo como: são ets, eles nos visitam e há várias raças diferentes deles conhecidas por nós… Detalhe: todos os participantes do Projeto Disclosure se prontificaram em entrevista coletiva nos EUA, a TESTEMUNHAR PERANTE O CONGRESSO AMERICANO SOBRE A VERACIDADE DO QUE AFIRMAM.

Bem, para não parecer que tudo isso é só papo meu, o vídeo completo da coletiva foi traduzido e legendado, e pode ser visto no Youtube.

Aqui vou colocar as primeiras 5 partes, o vídeo todo tem 12. Mas já dá pra ter uma idéia do que estou falando.

A descrição do vídeo, como colocada pelo uploader do vídeo no Youtube:

The Disclosure Project ou o Projeto Revelação é um projeto sem fins lucrativos que está tentando expor completamente os fatos sobre os OVNIs, inteligência extraterrestre e avançados sistemas de propulsão e energia. Com mais de 400 testemunhas vindas da comunidade de Inteligência, Setores Militares; NASA e etc, trazem à tona informações sobre OVNIs, ETs, e tecnologia alienígena e o acobertamento dessas informações até hoje, trazendo provas irrefutáveis. Em 9 de maio de 2001 foi realizado uma das maiores e mais bem-sucedidas conferências de imprensa na recente história do Clube Internacional de Imprensa de Washington DC. Mais de 20 testemunhas do Exército, Governo e Corporações apresentaram seus testemunhos sobre claros eventos OVNI/Extraterrestre diante de milhões de pessoas. Este acontecimento deu inicio à Campanha REvelação que foi levada para a mídia do mundo inteiro. O evento foi transmitido por internet ao vivo e às 9 da manhã 250.000 pessoas estavam esperando on-line o começo da conferência, o maior até então havia sido de 25.000 conexões, apesar de na primeira hora de conferência do dia 9 de maio haver sido “eletronicamente bloqueada”, mas que eventualmente milhares de pessoas ao redor do mundo conseguiram ver, segundo o presidente da ConnectLive, empresa responsável pela transmissão através da rede de todos os eventos do Clube Internacional de Imprensa.

Vamos lá:

Parte 1:

http://www.youtube.com/watch?v=7DiTciq-cDw

Parte 2:

http://www.youtube.com/watch?v=yPT-bUalvR4

Parte 3:

http://www.youtube.com/watch?v=Muh4gKOiaRU

Parte 4:

http://www.youtube.com/watch?v=9fS8jfIzMqg

Parte 5:

http://www.youtube.com/watch?v=V6m1XzAVxUo

continue assistindo, clicando aqui.

Assista também: Os Segredos de OVNIs das Caixas Pretas. Documentário bombástico realizado pelo canal History Channel em que as gravações de caixas pretas de aviões que tiveram contatos com UFOs são reveladas. Depoimentos de pilotos, controladores de vôo e de jornalistas. Imperdível.

E vamos à notícia, que saiu quentinha hoje:

+++

O governo britânico está divulgando o terceiro grupo de arquivos oficiais secretos sobre aparições de Objetos Voadores Não-Identificados (Ovnis), que inclui relatos de uma mulher que diz ter conversado com um “alienígena”. Os arquivos do Ministério da Defesa, que cobrem o período entre 1987 e 1993, são liberados como parte de um projeto de três anos, e podem ser baixados do site do Arquivo Nacional britânico.

Os documentos contém os relatos de uma mulher que teria visto um objeto brilhante e esférico subir ao céu na cidade de Norwich após encontrar um homem que dizia ter vindo de um planeta similar à Terra. Em novembro de 1989, a mulher “completamente aterrorizada” entrou em contato com a Força Aérea em Suffolk, segundo o documento.

Ela disse que encontrou um homem de cabelos claros com um sotaque parecido com o de países da Escandinávia quando passeava com seu cachorro em um campo de esportes. O homem teria dito a ela que os chamados “círculos ingleses” que aparecem em plantações, haviam sido feitos por outros como ele, que haviam viajado para a Terra de outros planetas, e que o objetivo de sua visita era pacífico.

Ele teria dito então que falou com ela porque achava importante ter contato com humanos, apesar de ter recebido orientações para não falar com ninguém. Quando a mulher, que não foi identificada, corria para casa, ela teria ouvido um forte barulho e, quando se virou, teria visto um grande objeto esférico, com uma luz laranja, subir até desaparecer.

Uma carta da Força Aérea para o ministério descreveu a experiência da mulher como “um dos relatos mais incomuns sobre Ovnis que já recebemos”. Três anos depois, dois controladores de vôo do aeroporto de Heatrow, em Londres, relataram ter visto um objeto preto, com o formato de um bumerangue invertido. Segundo eles, o objeto estava parado, e depois se moveu lentamente em direção ao sol da manhã.

Uma semana antes, em uma estrada na costa, em Lincolnshire, várias pessoas haviam reportado visões similares de um objeto grande e triangular com três luzes. Muitas das testemunhas teriam parado seus carros para ver melhor o objeto. Outros relatos contidos nos documentos, no entanto, têm explicações mais claras.

Em novembro de 1990, as tripulações de seis jatos militares reportaram ter sido ultrapassadas por um “Ovni gigante” quando sobrevoavam a Alemanha. Eles inicialmente pensaram se tratar de um vôo de teste para o então secreto jato americano Stealth.

Mas, o que eles viram foram os destroços em chama de um foguete russo usado para colocar um satélite em órbita. Em 31 de março de 1993, vários relatos de luzes se movendo sobre o sudoeste da Inglaterra e o sul do País de Gales foram também foram ligados a um foguete russo.

“A maioria dos relatos é composta de coisas ordinárias vistas em situações extraordinárias”, disse o especialista em Ovnis, David Clarke. “Tantas coisas podem ser interpretadas como incomuns, que você precisa eliminar todo esse ruído e ver o que sobra”, disse. “Eu não acho que existam evidências sólidas de que fomos visitados por vida inteligente, mas não acho que isso possa ser descartado.”

Os mais recentes arquivos divulgados pelo governo são os primeiros que contém informações escritas por funcionários da área de inteligência. Segundo Clarke, esses documentos estavam entre milhares de arquivos secretos que foram contaminados com a substância cancerígena amianto e corriam o risco de ser destruídos. Os arquivos acabaram sendo salvos após uma campanha de historiadores.

Fonte: Terra (que irônico!!! rs)/BBC Brasil.