Osho

08/12/2009

O que é mais importante: ser você mesmo ou conhecer a si mesmo?

Mais artigos de »
Escrito por: Karina
Tags:, , ,


Não morra antes de conhecer o seu ser autêntico.

Osho

Fim de ano, correria. Não pensem que eu abandonei o Inconsciente Coletivo! Estou trabalhando em algumas traduções e textos exclusivos, e por isso o blog tem estado paradinho nos últimos dias.

Mas hoje eu quebro o “silêncio” com um vídeo de Osho que acabou de sair do “forno da tradução”… ;-) Ao contrário dos outros vídeos que traduzi, esse não é um trecho, mas uma palestra completa com 1h e 44 min de duração! É um projeto novo da Osho International, ainda sendo aperfeiçoado, por isso todo feedback (comentários, elogios, críticas) é extremamente necessário para melhorar ainda mais esse trabalho!!

O vídeo está hospedado no site DotSub. Por enquanto não haverá novos vídeos legendados no Youtube, a ideia é testar esse novo sistema. Eventualmente, se os vídeos legendados aparecem no Youtube, eu aviso.

Para fazer a legenda rodar, é preciso clicar onde está escrito “English 100%” e selecionar “Portuguese (Brazil)“. Qualquer dúvida é só perguntar!

Enfim, antes de partir direto para a palestra, um pequeno comentário meu… ;-)

+++

Há um tempo atrás li, em um dos textos transcritos das palestras de Osho, um dos (por que são realmente muitos!) ensinamentos mais marcantes que já li dele. São duas partes que eu costurei aqui, mas que têm tudo a ver com o vídeo de hoje… compartilho com vocês (grifos são meus):

A vida é realmente uma dança se você for original – e seu destino é ser original. Basta olhar como Krishna é diferente de Buda. Se Krishna tivesse seguido Buda, teríamos ficado sem um dos homens mais belos desta Terra. Ou, se Buda tivesse seguido Krishna, ele não teria passado de um sujeito qualquer. Imagine só Buda tocando flauta – ele teria perturbado o sono de muita gente, não era tocador de flauta. Imagine só Buda dançando; pareceria tão ridículo, simplesmente absurdo.

Esse é o mesmo caso de Krishna. Sentado sob um árvore sem uma flauta, sem uma coroa de penas de pavão, sem belos trajes – só sentado como um mendigo sob uma árvore, de olhos fechados, sem ninguém dançando em torno dele, nenhuma dança, nenhuma música – Krishna pareceria tão pobre, tão miserável. Buda é Buda, Krishna é Krishna e você é você. E você não é, de maneira nenhuma, menos do que ninguém. Respeite-se, respeite sua voz interior e siga-a.

“Ainda há tempo – saia dessa prisão em que você viveu até agora! Só é preciso um pouco de coragem, só um pouco da coragem do jogador. Não há nada a perder, lembre-se disso. Você só vai perder seus grilhões, só vai perder o tédio, esse sentimento constante de que está perdendo algo. O que há mais a perder? Saia do rebanho e se aceite – mesmo que fique contra Moisés, Jesus, Buda, Mahavira, Krishna, aceite-se. Sua responsabilidade não é para com Buda ou Zaratustra ou Kabir ou Nanak; sua responsabilidade é pra consigo mesmo.

Mas você consegue distinguir em si mesmo quais são as vozes (sim – plural – porque é, de fato, uma legião) dos seus condicionamentos e qual é a sua verdadeira voz? Com toda essa poluição sonora e visual na sua cabeça (e fora dela, porque não?), como encontrar a si mesmo? A melhor maneira é sendo você mesmo. Mas como ser você mesmo? Observando as vozes que falam na sua mente, toda vez que você precisa fazer uma escolha, tomar uma decisão, independente de qual for. É você mesmo falando? Ou seria a voz do seu pai? Sua mãe? O professor da catequese??? A partir do momento em que você passa a identificar quem está realmente falando (tomando as decisões, norteando seus pensamentos em uma determinada direção), você deixa de ser escravo desse condicionamento. Quando conseguir identificar – e consequentemente se libertar – de todas essas vozes, só aí você encontrará a voz do seu ser autêntico. Só aí você poderá ser realmente você mesmo. Não estranhe se você começar a parecer “excêntrico” ou estranho aos olhos dos outros…

Normalmente escutamos por aí (ou até mesmo dizemos isso) com relativa frequência, “eu sou eu mesma (o)” ou “eu sou autêntica (o)”. Será? Será que você já teve verdadeiramente a oportunidade de ser você mesmo alguma vez na sua vida? De fazer o que queria mesmo com todos a sua volta querendo o contrário ou algo diferente para você? Ou será que nós acabamos por aceitar o que os outros querem, muitas vezes porque sequer conseguimos identificar em nós mesmos o que – em nossa essência, livre da domesticação – queremos?

Um dos aspectos que mais gosto nos dizeres do Osho é que ele trata a questão do “errar” com naturalidade. A única forma de realmente se aprender alguma coisa é pela tentativa-erro-acerto. Primeiro você tenta, se errar aprende a acertar. Se acertar logo de cara, ótimo.  Só existe problema se você ficar insistindo em cometer o mesmo erro. É aquela história do “você pode perder tudo, mas não perca a lição“. Se perdeu a lição, aí sim você realmente perdeu tudo. Nada, absolutamente nada, acontece por acaso. E nisso inclui-se os “abacaxis” da sua vida. O importante é saber que você tem o direito de errar, quantas vezes precisar (não é tudo que aprendemos logo na primeira tentativa!).

Uma pessoa só deixa de ser boa quando pára de se tornar melhor. E você se torna melhor ao se arriscar a tentar. Mesmo que não dê em nada. Mesmo que piore. A noite é mais escura um pouco antes do amanhecer, lembra? É mais preocupante ter uma vida sem muitos altos e baixos do que ter uma vida com muitos altos e baixos. Por que se você tem uma vida muito “regular”, “neutra”, isso quer dizer que você não está vivendo muito. (não confundir a “regularidade” mencionada aqui com “equilíbrio”, nem os altos e baixos com “extremos” – eles dizem respeito somente às tentativas de aprendizagem) Você não está utilizando todo o seu potencial, não está indo corajosamente em direção ao desconhecido. A vida é mistério. Se a sua está carente de mistério, algo precisa ser mudado!

Não morra antes de conhecer o seu ser autêntico!!!

E vamos a Osho:

_____

O vídeo está temporariamente indisponível (em virtude de testes que estão sendo feitos) para acesso público. Para assistir é preciso fazer um cadastro no site DotSub e acessar novamente (dar um “reload” ou atualizar no seu navegador) esse post.

12/07/10

A Osho Foundation postou recentemente em seu canal um trecho de 23 min do vídeo que estava no DotSub. Pois bem, legendei o vídeo novamente e novamente posto aqui! ;-) Se por acaso aparecerem as outras partes da palestra por lá, que tinha quase 2h de duração, vou adicionando a esse post. Fiquem de olho!

Osho – Como você pode ser você mesmo…



Sobre a Autora

Karina
Olá, Sou a editora do site InconscienteColetivo.net.






 
 

 
Agustin

Tudo é Incrível

Fazia um tempo que não traduzia um vídeo aqui para o Inconsciente Coletivo, e eis que me enviaram um que eu não podia deixar de traduzir, tamanha a beleza e o cuidado com que foi produzido e editado, e a profunda mensagem qu...
por Karina
10

 
 
antesdemorrer

(Livro lista arrependimentos de pessoas prestes a morrer)

É interessante como passamos boa parte das nossas vidas priorizando coisas que, de fato, pouco contribuem realmente para a nossa realização existencial. Ninguém vai reclamar, no leito de morte, de não ter adquirido mais im...
por Karina
12

 
 
2011-2012

Grandes Pensamentos para 2012 – Vídeo!

“Quem teve a ideia de cortar o tempo em fatias, a que se deu o nome de ano, foi um indivíduo genial. Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão. Doze meses dão para qualquer ser humano se ...
por Karina
13

 




24 Comentários


  1. Rafael Reis

    Olá, meu nome é Rafael, leio o site ha pouco tempo mas simplesmente nao consigo deixar de ler desde q comecei, as lições mudaram minha vida.
    Adoro todas as postagens principalmente as de Osho!!
    Continuem com o fantastico trabalho!!

    [Responda esse comentário]


  2. Karina não conseguí fazer o cadastro ajuda-me obrigada adorei!

    [Responda esse comentário]

    Karina respondeu:

    Oi Sonia! :-)

    Você se refere ao cadastro no site DotSub? Esse não adianta fazer, porque o vídeo foi tirado do ar pela própria Fundação Osho! Mas tem outros vídeos do Osho que traduzi, disponibilizados tanto aqui no Inconsciente Coletivo (navegando na categoria Osho: http://inconscientecoletivo.net/category/osho/) como na Videoteca Inconsciente Coletivo:
    http://www.videotecavirtual.com.br . Lá tem uma seção só para os vídeos traduzidos do Osho! ;-)

    Se tiver alguma dúvida, basta entrar em contato comigo!!

    bjo pra ti!

    [Responda esse comentário]


  3. Bem , me chamo Sonia e confesso que ainda não lí nenhum livro Osho. Não sei inglês e gostaria muito de ver os vídeos em portugûes. Não conseguí me cadastrar no site inconsciente coletivo. obrigada aguardo retorno. Karina vou ficar no seu pé adorei! ajuda-me!

    [Responda esse comentário]


  4. Igor

    Olá Karina! Gostaria tanto de ver esse vídeo de novo, mas não consigo mais… Só da erro… =/

    [Responda esse comentário]

    Karina respondeu:

    Oi Igor!

    Pois é, esse vídeo foi tirado de vez do ar, pela Fundação Osho. O que me deixou um tanto frustrada, já que me deu um trabalhão fazer aquela legenda…. rs Uma pena que eu não tenho o vídeo completo aqui, senão colocava a legenda e botava no ar de novo. Se alguém tiver o vídeo, pode me passar que eu faço.

    Desculpa viu!! Mas o que fazer?

    bjo pra ti!

    [Responda esse comentário]


  5. bruno

    Olá Karina,

    Adorei o texto, porém não consegui acessar o vídeo no dot sub. Fiz o login, recarreguei a página, mas não tive sucesso.

    beijos.

    [Responda esse comentário]

    Karina respondeu:

    Oi Bruno!

    Obrigada! ;-)

    Pois é, o vídeo foi retirado do DotSubs mesmo, sem mais nem menos. Uma pena. Mas eu já estou trabalhando em uma alternativa para por os vídeos que traduzo do Osho de volta ao ar… aguarde as novidades!!!

    bjo pra ti!

    [Responda esse comentário]


  6. Igor

    Karina, eu te amo! Hahahahaha

    [Responda esse comentário]


  7. Gerson, Baruch, Marcos – muuuuito obrigada pela informação! ;-)

    Que bom que funcionou!!! Já atualizei o aviso no post para que todos possam acessá-lo. Mas isso é temporário viu gente, assim que o vídeo for liberado para acesso público eu tiro a legenda vermelha do post! :-)

    um bjo a todos!

    [Responda esse comentário]


  8. Gerson Lucas

    Consegui sim, só confirmei o cadastro como o Marcos disse :D

    [Responda esse comentário]


  9. Marcos

    Aqui deu certo.
    Basta o registro no site. Eles enviam um email de confirmação e pronto.
    Karina, obrigado pela tradução!

    [Responda esse comentário]


  10. Baruch Ramses

    Após fazer o cadastro é necessário logar e permanecer logado. Dê um reload ou carregue a página do inconsciente coletivo que irá aparecer a opção para escolher o idioma. Funciona perfeitamente, Abraços a todos.

    [Responda esse comentário]



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>