Do site de notícias Terra:

Na tumba foram descobertos ossos da pélvis de um leopardo e um pé humano de 12 mil anos de idade

Na tumba foram descobertos ossos da pélvis de um leopardo e um pé humano de 12 mil anos de idade

Em escavações no norte de Israel nesta terça-feira, arqueólogos da Universidade Hebraica de Jerusalém encontraram a tumba de uma sacerdotisa Xamã. Na tumba foram descobertos ossos da pélvis de um leopardo e um pé humano de 12 mil anos de idade. Segundo os pesquisadores, a tumba data do período Neolítico e é a mais antiga prova de um enterro Xamã já registrada. As informações são da agência EFE.

De acordo com o arqueólogo responsável pelas escavações no sítio, Leore Grosman, os preparativos e o ritual empregados no enterro, bem como o método para lacrar a tumba, sugerem que a sacerdotisa tinha um importante papel na comunidade.