Osho

12/12/2008

É preciso coragem para ser feliz…

Mais artigos de »
Escrito por: Karina
Tags:, , , ,


“Siga a sua felicidade e o Universo irá abrir portas para você onde antes só haviam paredes.”

Joseph Campbell

Neste texto de Osho, ele fala como nos esforçamos para manter a nossa infelicidade e como somos covardes frente à mudança que pode nos trazer a felicidade. Em outros posts, eu havia trago outros trechos dos discursos de Osho, sobre como as pessoas utilizam a própria infelicidade para serem mais aceitas pelos outros (A sua felicidade incomoda todo mundo). Parece que quando somos miseráveis (não só no sentido financeiro) os outros nos tratam melhor.  Conheço pessoas que são doentes “crônicos”, não porque realmente há algo de errado com sua saúde ou seu corpo, mas porque foi essa a única maneira que conseguiram para chamar a atenção de familiares, para fazer amigos ou até para manter um cônjuge ao seu lado. Pior do que isso, é que o estado de infelicidade é comumente admitido como sendo, na verdade, o estado “normal” de um indivíduo (Um Buda é impossível para Freud). No texto de hoje, Osho fala que não é preciso nada, além de um pouco mais de coragem para ser feliz e que a primeira atitude corajosa que uma pessoa decidida a ser feliz deve ter é se responsabilizar por absolutamente tudo que acontece em sua vida. Tomando essa primeira atitude, as coisas simplesmente passam a acontecer para você, de modo a reforçar ainda mais o caminho que você escolheu para ser feliz.

+++

A coragem para ser feliz

Continuamos a perder muitas coisas na vida só por  causa da falta de coragem. Na verdade, nenhum esforço é necessário para conquistar – só é preciso coragem – e as coisas começarão a vir até você, em vez de você ir atrás delas. Pelo menos no mundo interior é assim.

E para mim, ser feliz é a maior coragem. Ser infeliz é uma atitude muito covarde. Na realidade, para ser infeliz, não é preciso nada. Qualquer covarde pode ser, qualquer tolo pode ser. Todo mundo é capaz de ser infeliz; para ser feliz é preciso coragem – é um risco tremendo.

Não temos o costume de pensar assim. Nós pensamos: “ O que é preciso para ser feliz? Todo mundo quer ser feliz.” Isso está absolutamente errado. É muito raro uma pessoa estar pronta para ser feliz – as pessoas investem tanto na infelicidade! Elas adoram ser infelizes. Na verdade, elas são felizes por serem infelizes.

Há muitas coisas para se entender – sem entendê-las é muito difícil se livrar da mania de ser infeliz. A primeira coisa é: ninguém está prendendo você; é você que decidiu ficar na prisão da infelicidade. Ninguém prende ninguém. O homem que está pronto para sair dela, pode sair quando quiser. Ninguém mais é responsável. Se uma pessoa é infeliz, é ela mesma a responsável. Mas a pessoa infeliz nunca aceita a responsabilidade – é por isso que continua infeliz. Ela diz: “ Estão me fazendo infeliz” .

Se outra pessoa está fazendo com que você seja infeliz, naturalmente não há nada que você possa fazer. Se você mesmo está causando a sua infelicidade, alguma coisa pode ser feita… alguma coisa pode ser feita imediatamente. Então ser ou não ser infeliz está nas suas mãos. Todavia as pessoas ficam jogando nos outros a responsabilidade – às vezes na mulher, às vezes no marido, às vezes na família, no condicionamento, na infância, na mãe, no pai… outras vezes na sociedade, na história, no destino, em Deus – mas não param de jogar nos outros. Os nomes são diferentes, mas o truque é sempre o mesmo.

Um homem torna-se realmente um homem quando aceita a responsabilidade total – é responsável pelo quer que seja. Essa é a primeira forma de coragem, a maior delas. É muito difícil aceitá-la porque a mente vai continuar dizendo: “Se você é responsável, porque criou isso?”.  Para evitar isso, dizemos que os outros são responsáveis: “O que eu posso fazer? Não tem jeito… sou uma vítima! Sou jogado daqui para ali por forças maiores que eu e  não posso fazer nada. Posso no máximo chorar porque sou infeliz e ficar ainda mais infeliz chorando”. E tudo cresce – se você cultiva uma coisa, ela cresce. Então você vai cada vez mais fundo… mergulha cada vez mais fundo.

Ninguém, nenhuma outra força, está fazendo nada a você. É você e só você. Isso resume toda a filosofia do karma – que é o seu fazer; karma significa ‘fazer’. Você fez e pode desfazer. E não é preciso esperar, postergar. Não é preciso tempo – você pode simplesmente pular fora disso.

Mas nós nos habituamos. Se pararmos de ser infelizes, nos sentiremos muito sozinhos, perderemos nossa maior companhia. A infelicidade virou nossa sombra – nos segue por toda a parte. Quando não há ninguém por perto, pelo menos a infelicidade está ali presente  – você se casa com ela. E trata-se de um casamento muito, muito longo; você está casado com a sua infelicidade há muitas vidas.

Agora chegou a hora de se divorciar dela. Isto é o que eu chamo de a grande coragem – divorciar-se da infelicidade, perder o hábito mais antigo da mente humana, a companhia mais fiel.

OSHO, The Buddha Disease, # 27



Sobre a Autora

Karina
Olá, Sou a editora do site InconscienteColetivo.net.






 
 

 
Agustin

Tudo é Incrível

Fazia um tempo que não traduzia um vídeo aqui para o Inconsciente Coletivo, e eis que me enviaram um que eu não podia deixar de traduzir, tamanha a beleza e o cuidado com que foi produzido e editado, e a profunda mensagem qu...
por Karina
10

 
 
antesdemorrer

(Livro lista arrependimentos de pessoas prestes a morrer)

É interessante como passamos boa parte das nossas vidas priorizando coisas que, de fato, pouco contribuem realmente para a nossa realização existencial. Ninguém vai reclamar, no leito de morte, de não ter adquirido mais im...
por Karina
12

 
 
2011-2012

Grandes Pensamentos para 2012 – Vídeo!

“Quem teve a ideia de cortar o tempo em fatias, a que se deu o nome de ano, foi um indivíduo genial. Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão. Doze meses dão para qualquer ser humano se ...
por Karina
13

 




14 Comentários


  1. Itamar

    Me sinto aprisionado, casei muito jovem, com 20 anos, e no primeiro ano já senti que seria infeliz, o tempo foi pássando, hoje se passaram 24 anos, e adorei ler o texto sobre a coragem para ser feliz, é isso mesmo que acontece comigo, falta coragem para mudar, deixar o certo pelo duvidoso, que aliás, não é tão duvidoso assim não, porém o tempo é um inimigo constante, quanto mais o tempo vai passando,mais dificil fica para recomeçar… sei que tenho culpa, por não ter coragem, por sentir pena da familia, de saber que também serei um pouco triste por deixar eles que irão precisar de mim, mas já estão todos criados e direcionados para o mundo, preciso cuidar de mim…

    [Responda esse comentário]


  2. adriana lopesde sousa

    eu estou casada a 24 anos eu sei q meu marido nao gosta mais de mim ele sempre muito frio com migo mas ele nao q si separa eu tenho vontade mail sou muito insigura mas tem fasses boa mas as rui deixa dezeijar

    [Responda esse comentário]

    Diva MattosS. Milreu respondeu:

    @adriana lopesde sousa, Cara inernauta larga esse homem e seja feliz!

    [Responda esse comentário]


  3. Cookie Monster

    Eu passei tanto tempo estudando, tanto tempo me esforçando pra ter um bom salário, um emprego estável… consegui tudo isso mas percebo que hoje vivo em função do meu trabalho e deixei de viver a minha própria vida. Eu queria ter coragem pra jogar tudo pro alto, mas é tão difícil se desfazer de tudo quando você lutou tanto por isso e é o único orgulho que a sua família tem de você. Aonde se acha essa coragem pra fazer uma mudança tão radical em busca da felicidade? E como podemos saber se estamos tomando a atitude certa ao invés de arruinar tudo?

    [Responda esse comentário]

    Wilson laranjeiras respondeu:

    @Cookie Monster, a resposta começa
    examinando a sua própria fala: “… isso
    é o único orgulho que a sua família tem de você…”. ERRADO. Você viveu sua vida
    até então para os outros (família, amigos, sociedade). Isso é normal! Acredite! Somos educados assim. Cabe a partir de agora viver para vc mesmo.

    [Responda esse comentário]

    adilson francisco osorio respondeu:

    A gente tem que aprender conciliar as coisas para ser feliz, se preocupamos com uma de cada vez, a carencia é muito grande na outra e assim vice-versa.

    [Responda esse comentário]


  4. su

    me sinto infeliz, sozinha e sei de onde vem tda essa tristeza acho q se meu marido nao me entende assim vejo,ele diz q nao,mais nao me da atençao sou muito infeliz,mais tento nao demontrar no dia a dia pelos meus filhos,nao tenho coragem de virar o jogo por causa deles,e assim meus dias sao cada vez mais tristes,como posso fazer p me sentir melhor,obrigada…

    [Responda esse comentário]

    ANA respondeu:

    @su,

    PASSO A MESMA COISA QUE VC

    [Responda esse comentário]


  5. [...] This post was mentioned on Twitter by Camila Fernandes, Camila Fernandes. Camila Fernandes said: http://inconscientecoletivo.net/e-preciso-coragem-para-ser-feliz/ EU ACONSELHO LER ISSO! [...]


  6. Audrey

    Concordo com tudo que vc escreveu, porém sempre digo que a teoria é otima, mas porque na pratica não funciona?

    [Responda esse comentário]


  7. joana darc

    tau vez a felicidade foi um coisa enventada pela a ciencias

    [Responda esse comentário]


  8. joana darc

    nao sou feliz o soficiente com meu marrido

    [Responda esse comentário]


  9. Olá Lorete,

    Bem, acho que discordo de você…

    Se as pessoas ao seu redor te deixam infeliz é porque você permite que elas o façam. Não há como uma pessoa realmente te fazer mal (não digo no sentido de violência e morte, mas sim de palavras e atos) se você não aceitar.

    Por exemplo, alguém pode vir e te xingar de chata. Isso só te atingirá se você quiser. Há sempre a opção de simplesmente não dar importância para o acontecido e seguir em frente. As pessoas são o que elas são. Você é o que é. A maneira como você lida com o que os outros fazem ou dizem de você ou para você é que realmente faz a diferença na sua vida.

    Você pode optar por se ofender, se magoar, se deprimir. Ou você pode optar por não dar importância para isso e continuar com sua vida.

    :-)

    [Responda esse comentário]


  10. pelo pouco que entendo saõ as pessoas que nos deixam infelizes elas só te procuram quando precisam .naõ esiste amizade sinceridade onestidade amor voçe esta ao lado das pessoas sempre atenta,um descuido voçe é motivo de comentarios.ninguem estai com voçe,é assim a gente fica só e infeliz

    [Responda esse comentário]



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>