Logo abaixo da notícia, coloquei alguns áudios retirados do site oficial do projeto.

+++

A antiga língua dos babilônios pode ser ouvida pela primeira vez em quase 2 mil anos após professores da Universidade de Cambridge, Inglaterra, divulgarem poemas online. As informações são do site do jornal Daily Mail.

A língua babilônica data de dois milênios a.C., mas sumiu 2 mil anos atrás. Historiadores da universidade “ressuscitaram” a língua após descobrirem como o idioma era pronunciado. Eles, então, gravaram leituras de poemas antigos e os colocaram na internet.

Para entender o idioma, os pesquisadores estudaram combinações de letras e falas, assim como transcrições em outras línguas parecidas para comparar com o babilônio. “Nós nunca saberemos se um babilônio aprovaria nossa pronúncia, mas observando nossas fontes originais, nós acreditamos ter feito um bom trabalho”, disse ao site Martin Worthington, doutor da universidade.

Fragmento do tablete 11 - Gilgamesh (Museu Britânico)
Fragmento do tablete 11 – Gilgamesh (Museu Britânico)

Foram divulgadas 30 gravações, incluindo excertos de alguns dos mais antigos trabalhos de literatura conhecidos. “Possuímos muitas informações sobre os babilônios”, disse Worthington.

Os textos foram encontrados na Mesopotâmia. Dentre os textos, encontram-se o Épico de Gilgamesh e documentos que incluem o código Hammurabi, que trata de leis antigas de 3,8 mil anos atrás.

As gravações podem ser acessadas no link www.speechisfire.com.

Fonte: Terra

+++

>>>> Cuidado com o volume do som ao tocar os arquivos <<<<

Épico de Gilgamesh – Antiga Versão Babilônica, parte do Tablete II:

linhas 1-38, lida por Antoine Cavigneaux:

– linhas 1-36 lida por Stephanie Dalley:

– linhas 1-61 lida por Jacob Klein:

O Código de Hammurabi:

– Epílogo xlix 18-28 e 53-80 lido por Aage Westenholz:

Para ouvir mais áudios, acesse: http://people.pwf.cam.ac.uk/mjw65/BAPLAR/Archive .