Categoria

Amrita

Amrita, Espiritualidade

A felicidade se basta…

  [quote] Se você está se sentindo muito feliz, dizia J. Krishnamurti, não tem que falar sobre isso. A felicidade se basta e não precisa de palavras; não precisa nem de pensamentos. Mas, no momento em que você começa a dizer “sou feliz”, essa inocência se perde. Você cria uma lacuna, por menor que seja, entre si mesmo e o sentimento genuíno. Portanto, não pense que quando fala de Deus, você está perto dele. Suas palavras criam a lacuna que você terá que atravessar para voltar a ele e você nunca a atravessará com a sua mente. [/quote] (Jiddu Krishnamurti,…

Continue lendo
Amrita

Uma sopa de pato…

Quando a fonte original é perdida, mas se deseja obter a mesma experiência original somente pela repetição superficial ou mecânica de um padrão ou método que não se compreende a real dinâmica, valor ou profundidade… Quando se contenta ou se resume com o mero papaguear de supostos ensinamentos espirituais/esotéricos/religiosos, esperando com isso, os mesmos efeitos ou resultados da experiência em si, que deu origem a eles… Aconteceu com Nasruddin: +++ Saído de algum lugar das profundezas do país, um parente distante de Nasruddin veio visitar o mullá e trouxe-lhe um pato de presente. Encantado, Nasruddin mandou cozinhar a ave e…

Continue lendo
Amrita

Sobre um rato, sobre Deus

Assim diz uma antiga estória…. [dropcap]U[/dropcap]m asceta estava meditando em uma caverna. De repente, um rato entrou e deu uma mordida em sua sandália. Aborrecido, o asceta abriu os olhos. ¬ Por que você está perturbando a minha meditação? ¬ Estou com fome – guinchou o rato. ¬ Vai embora, rato louco – pregou o asceta – Estou procurando a união com Deus. Como se atreve a me perturbar? ¬ Como espera tornar-se um com Deus – perguntou o rato – se nem mesmo consegue tornar-se um comigo?

Continue lendo
Amrita, Espiritualidade

Se posso escolher, posso mudar

Nós estamos sempre fazendo exatamente aquilo que queremos fazer. SEMPRE. Estejamos conscientes disso ou não. A vida é muito diferente para aquele que já se percebeu autor, o grande responsável, e não (mais) uma vítima dos acontecimentos, do meio externo, de si mesmo. É esta, pois, a importância de se fazer escolhas conscientemente (inclusive, escolher pensamentos ou como pensar)… Não para controlar os resultados, mas para ser verdadeiramente livre. Quando se está sempre só reagindo ou agindo baseado em impulsos ou condicionamentos, se está preso, escravizado por pensamentos e emoções que pensa não poder controlar. Assim, se é controlado pela mente,…

Continue lendo
Amrita

Tudo o que recebe atenção, cresce

Resistir aos pensamentos negativos é apenas mais uma maneira de prestar atenção a eles… E tudo que recebe atenção, cresce! Nas sábias palavras de Jiddu Krishnamurti:   [quote]”Não é bom tentar polir a estupidez, tentar ficar mais inteligente. Primeiro, devo saber que sou estúpido, que sou idiota. A simples consciência de minha estupidez me livra dela. Ao dizer ‘Eu sou idiota’ você estará se mostrando observador; não será mais um idiota. Mas se resiste ao fato de que é, então sua estupidez persiste. Neste mundo racional, a glória é ser muito inteligente, muito esperto, muito complexo, muito erudito, mas a…

Continue lendo
Amrita, Vídeos

Quem você REALMENTE pensa que é?

diz uma estória Zen: [divider] O Primeiro Ministro da Dinastia Tang era um herói nacional pelo seu sucesso tanto como homem de estado quanto como líder militar. Mas a despeito de sua fama, poder e riqueza, ele se considerava um humilde e devoto Budista. Frequentemente ele visitava seu mestre Zen favorito para estudar com ele, e eles pareciam se dar muito bem. O fato de que ele era primeiro ministro aparentemente não tinha efeito em sua relação, que parecia ser simplesmente a de um reverendo mestre e seu respeitoso estudante. Um dia, durante sua visita usual, o Primeiro Ministro perguntou…

Continue lendo
Amrita, Especial

Ajuda a quem se ajuda…

Uma pequena e profunda anedota budista: Um monge budista caminhava pelas ruas de uma grande cidade, tendo ao seu lado um discípulo. Ambos avistaram um homem caído ao chão. O monge manteve o rosto impassível e seguiu seu caminho. O discípulo olhou para o mestre, olhou para o homem caído e esboçou um gesto em direção ao chão, com a intenção de ajudar o homem a se levantar. O mestre impediu e indicou-lhe para continuar sua caminhada. Caminharam em silêncio, cada qual absorto em seus próprios pensamentos. O discípulo não compreendia a atitude de seu mestre, que sempre lhe ensinou…

Continue lendo
Amrita, Especial

Você aceita o presente?

Certa vez existiu um grande guerreiro. Ainda que muito velho, ele ainda era capaz de derrotar qualquer desafiante. Sua reputação estendeu-se longe e amplamente através do país e muitos estudantes reuniam-se para estudar sob sua orientação. Um dia, um infame jovem guerreiro chegou à vila. Ele estava determinado a ser o primeiro homem a derrotar o grande mestre. Junto a sua força, o jovem guerreiro possuía uma habilidade fantástica de perceber e explorar qualquer fraqueza em seu oponente, ofendendo-o até que este perdesse a concentração. Ele esperava então que seu oponente fizesse o primeiro movimento, e assim revelando sua fraqueza,…

Continue lendo
Amrita, Especial

Quem compartilhará da SUA punição?

Antes de tudo, lembrando que a palavra “pecado“,  no seu sentido original, significa “se desviar da rota“. Diz a lenda… Uma pessoa iluminada estava passando, e Valmiki, um assassino, um homem que vivia de roubos, assaltou aquele iluminado. O iluminado perguntou: “O que você vai fazer?”. Valmiki respondeu: “Vou roubar de você tudo o que você tem”. O iluminado disse: “Se você puder fazer isso, ficarei feliz, porque tenho algo muito interno. Roube-o, você é bem-vindo!”. Valmiki não pôde compreender aquilo, mas disse: “Estou interessado apenas em coisas exteriores”. O iluminado disse: “Mas elas não ajudarão muito. E por que…

Continue lendo
Amrita, Osho

Apresse-se lentamente…

A respeito do céu que está sempre ali, apesar da nossa constante e insistente identificação com as nuvens… um trecho selecionado por mim, de uma fala de Osho: “E é com você: se você quer permanecer vivendo com os problemas, nunca preste atenção ao ser interior; se você quer permanecer sempre em angústia, então, permaneça na periferia, não olhe para dentro. Mas se você quer repouso, uma eternidade pacífica, a verdade, as portas do céu abertas para você, então, olhe para dentro. É difícil – é difícil, porque é muito sutil. Onde o visível e o invisível se encontram, onde…

Continue lendo
Fechar