Você precisa se lembrar que tudo o que você faz por ou para alguém, você faz por ou para si mesmo.

(Napoleon Hill)

“Se as pessoas soubessem como tive de trabalhar duro para conquistar a minha técnica, nada disso pareceria tão maravilhoso.”

(Michelangelo)

O lendário violinista Isaac Stern foi abordado certa vez, depois de um concerto, por uma mulher de meia-idade. Ela estava entusiasmada: “Oh, eu daria a minha vida para tocar como o senhor.” Ao que Stern reagiu, acidamente: “Minha Senhora, foi isso o que eu fiz!

(citado por Jack Canfield)

O segredo de ir em frente está em começar. O segredo de começar está em repartir suas tarefas complexas e esmagadoras em tarefas pequenas e administráveis e, então, começar pela primeira.

(Mark Twain)

Todos os outros princípios que possibilitam descobrir e utilizar a Chave-Mestra do Sucesso, são inúteis sem o princípio de hoje, tema da sexta visita de Napoleon Hill: a Autodisciplina.

A Autodisciplina é de fato mais fundamental do que a própria atitude mental, já que, muitas vezes, para manter uma atitude mental positiva de modo contínuo, é preciso muita autodisciplina. É esse princípio também que não te deixa desviar dos teus propósitos e valores, não permite que você se influencie por críticas negativas e não te deixa desistir ou retroceder mesmo quando tudo o mais (pessoas e/ou circunstâncias) parecem lhe puxar para longe do seu objetivo.

Por isso, mais do que necessária para eliminar hábitos negativos, a autodisciplina é essencial para desenvolver e manter hábitos positivos.

Controle mental é resultado de autodisciplina e hábito. Ou você controla a sua mente, ou ela controla você.

(Napoleon Hill)

Um dia li que “o sucesso deixa pistas“. E se tem uma pista  que é deixada por absolutamente todas as pessoas que foram bem-sucedidas em seus intentos, essa pista é a autodisciplina.

Mas como desenvolver a autodisciplina em primeiro lugar???

É realmente a coisa mais fácil do mundo ser pessimista e desmotivado, você não precisa fazer nada para isso, apenas continuar na mesma e deixar a vida acontecer. Como a maioria das pessoas aparentemente também se contenta com isso, você ainda “se sente em casa”, e é muito confortável saber que “está todo mundo na mesma”. Mas, a vida é engraçada, e eventualmente você se descobre querendo melhorar, querendo levar uma vida diferente, querendo realizar alguma coisa útil ou de valor. Talvez isso aconteça em um lapso de segundo e você dê um jeito de afogar essas ideias assim que elas surgem. Afinal, tudo aquilo que você deseja fica justamente fora da sua zona de conforto. Ou talvez nem nisso você conseguiu ser bem-sucedido (e aqui está um insucesso desejável!), e essas ideias continuam martelando na sua mente e você finalmente resolve que está na hora de tomar o controle de sua própria vida.

Então, o primeiro passo para a Autodisciplina é uma Decisão. Não uma decisão da boca para fora, ou para agradar terceiros, mas uma decisão firme e clara de mudar e crescer, de abraçar a excelência, de nortear a sua vida a partir de padrões mais elevados. Mas para isso você precisa realmente olhar para si mesmo e acordar para o que você verdadeiramente quer. A vida que você leva hoje, é a que você gostaria de estar vivendo? É a partir da resposta dessa pergunta que você toma a sua decisão, e essa decisão deverá ser relembrada toda vez que você se sentir tentado a desistir ou retroceder. Esse constante relembrar da sua decisão e do seu propósito de vida (que você deve definir claramente, como foi explicado na primeira visita de Hill) que constitui a essência da autodisciplina.

http://www.youtube.com/watch?v=vKyS1KNnqpo