Mistérios

21/03/2009

As melhores fotos de fantasmas já tiradas

Estava eu pesquisando por fotos de fantasmas famosas e/ou ainda sem explicação, quando li uma notícia que me deu uma ideia. Um psicólogo britânico estava recolhendo fotos de fantasmas enviadas por internautas com a intenção de analisá-las e apresentar seus resultados em um festival de ciência britânico. Bem, basicamente a minha ideia é a mesma, com exceção da parte da “apresentação dos resultados em um festival de ciência britânico”… ;-) Então, o que proponho é o seguinte:

- Quem tiver fotos (ou conhece quem as tenha) que acredita ter a aparição de algum “fantasma”, espírito, ou alguma presença que simplesmente não possa explicar, envie para webmaster@inconscientecoletivo.net

- As fotos serão postadas aqui no site e analisadas pelos leitores (e por mim, of course!)

- Todas as contribuições devem ser enviadas com os seguintes dados: nome do autor, onde a foto foi tirada, data e hora (a hora pode ser aproximada) e  modelo de câmera fotográfica.

Neste post, apresento algumas das melhores fotos de fantasmas já tiradas, selecionadas por mim, desde as preto-e-branco de 120 anos atrás até as mais recentes. Dei preferência a fotos antigas, que possuem menos probabilidade de terem sido forjadas (pelo menos não intencionalmente) e por parecerem mais originais. E, é claro, trago um pouquinho do mistério que cerca a história de cada uma delas!

- A “Dama Marrom”

A mais famosa fotografia de fantasma jamais tirada. Já havia falado um pouco sobre ela em outro post, (“O Hall de Raynham”). É dito que o fantasma é de Lady Dorothy Townshend,  esposa de Charles Townshend, Segundo Visconde de Raynham, residentes de Raynham Hall em Norfolk, Inglaterra, no início dos anos 1700. Diz a lenda que Dorothy, antes de casar com Charles, foi amante de Lord Wharton. Charles, é claro, suspeitou da infidelidade da esposa. Apesar dos registros oficiais afirmarem que ela morreu e foi enterrada em 1726, suspeita-se que o funeral foi um embuste e que na verdade Charles trancou sua mulher em um canto remoto da casa até o dia que ela morreu, muitos anos depois.

Diz-se que o fantasma da Dama Marrom assombra não só as escadarias, como também outras partes da casa. A foto foi tirada em setembro de 1936, por Captain Provand e Indre Shira, que eram dois fotógrafos contratados pela revista Country Life. Assim que a fotografia foi revelada, o fantasma da Dama Marrom foi visto pela primeira vez. Mesmo com o fantasma na escada, a revista Country Life publicou a polêmica foto, em 16 de dezembro de 1936.

Desde então, o fantasma ainda é visto, ocasionalmente.

- O fantasma de Lord Combermere

Esta foto da Abadia de Combermere foi tirada em 1891por Sybell Corbert.  A figura de um homem pode ser vista na cadeira maior, à esquerda. É possível ver claramente a cabeça, o colarinho e o braço direito. Tal aparição é considerada como sendo do Lord Combermere.

Lord Combermere foi um comandante da Cavalaria Britânica, nos anos 1800. Destacou-se em diversas campanhas militares. A Abadia de Combermere está localizada em Cheshire, Inglaterra, e fui fundada por monges beneditinos em 1133. O Lorde foi também governador de Barbados, e está conectado a outro mistério envolvendo esta ilha (dedicarei outro post somente a este mistério, em breve).

Pois bem. Combermere morreu em 1891, quando foi atropelado e morto por uma carruagem puxada por cavalos. No momento que Sybell Corbert tirou a foto acima, o funeral do Lorde estava acontecendo a algumas milhas dali. A exposição da foto, segundo Corbert se lembraria, levou cerca de 1 hora.  Alguns disseram que durante esse tempo algum criado teria entrado no recinto e sentado-se na cadeira, criando então o efeito da imagem transparente que se vê na fotografia. Entretanto esta explicação foi refutada pelos membros da criadagem, já que todos estavam no funeral naquele momento.

De arrepiar…

- Freddy Jackson

Uma das fotos mais famosas e intrigantes de fantasmas.  Foi tirada em 1919 e publicada pela primeira vez em 1975 por Sir Victor Goddard, um oficial aposentado da R.A.F. A fotografia é do grupo que fazia parte do esquadrão de Goddard, que serviu na Primeira Guerra Mundial à bordo do HMS Daedalus. Como pode ser visto no destaque, a foto mostra uma face fantasmagórica extra no grupo. É dito que seja o rosto de Freddy Jackson, um mecânico aéreo morto dois dias antes por uma hélice de avião. O funeral dele aconteceu no dia que esta foto foi tirada. Os membros do esquadrão reconheceram facilmente ser o rosto de Jackson. Alguns acreditam que ele não tenha se dado conta de que morreu, e que por isso resolveu ir participar da foto do grupo.

- O fantasma da Escadaria Tulipa

Esta famosa foto foi tirada em 1966, pelo Rev. Ralph Hardy, um sacerdote aposentado de White Rock, Colúmbia Britânica.  A intenção dele era apenas fotografar a bela escada espiral, conhecida como “escadaria tulipa”, da Queen’s House, em Greenwich, Inglaterra. Inesperadamente a foto revelou não apenas a escada, mas também uma estranha presença: uma figura fantasmagórica que parece se inclinar sobre o corrimão, segurando-o com as duas mãos. Especialistas, incluindo alguns da Kodak, examinaram o negativo original da fotografia e concluíram que não foi adulterado/falsificado. É dito que inexplicáveis figuras foram vistas na mesma ocasião, nas proximidades da escada, e também passos inexplicáveis foram ouvidos.

Apesar de essa ser a foto de fantasma mais famosa do local, não foi uma ocorrência única. Mais pessoas dizem terem visto, ouvido ou presenciado situações inexplicáveis na Queen’s House. Incluindo o pessoal que trabalha lá. Os eventos estranhos vão desde aparições fantasmagóricas, passos inexplicáveis, portas que se fecham (sem que alguém as feche ou haja corrente de vento), choros de criança, à turistas que são beliscados por dedos invisíveis.

- O fantasma do banco de trás

A senhora Mabel Chinnery havia ido visitar o túmulo de sua mãe, um dia, em 1959. Ela havia trago sua câmera fotográfica para fotografar a sepultura e os arredores. Após ter tirado algumas fotos do túmulo, ela tirou uma foto, de bobeira, do marido, que a estava esperando sozinho no carro. Ou melhor, ele parecia sozinho. Quando a fotografia foi revelada, o casal ficou mais do que surpreso ao notar uma segunda presença na imagem, uma figura de óculos, sentada no banco de trás do carro. A senhora Chinnery imediatamente reconheceu o rosto de sua mãe, a pessoa a quem tinham visitado o túmulo, naquele mesmo dia! Um expert em fotografia analisou a foto e garantiu que a imagem da mulher não era decorrente de dupla exposição nem de reflexo. Na verdade, ele apostou a própria reputação em nome da veracidade dessa fotografia.

- O fantasma do cemitério Boothill

Esta é a foto que mudou a minha opinião sobre fantasmas“, disse Terry Ike Clanton, que mantém o website TombstoneArizona.com. Clanton é ator, músico e um cowboy poeta. Clanton tirou essa foto de seu amigo, no cemitério Boothill. A fotografia foi tirada em preto-e-branco propositalmente, pois queriam um efeito de época, como se a foto tivesse sido tirada no Velho Oeste dos anos 1800. Entretanto, quando a fotografia foi revelada, em uma loja local, Clanton ficou assustado com o que viu: entre os túmulos, logo a direita do seu amigo, há uma imagem do que parece ser um homem com um chapéu preto. Pela altura o homem ou parece não ter pernas, ou estar de joelhos, ou estar saindo do chão.

Clanton garante que não havia mais ninguém na área quando tirou a foto, e ele acredita que a pequena figura esteja portando uma faca. Clanton chama a atenção para mais um detalhe na imagem. Se repararmos na direção da sombra do amigo, ela está posicionada na direita do “fantasma”. A figura fantasmagórica deveria ter uma sombra parecida (se não fosse um “fantasma”), e no entanto, não tem…

- O fantasma do prédio em chamas

Em 19 de Novembro de 1995, o Wem Town Hall, uma antiga construção, em Shropshire, Inglaterra, queimou por completo. Muitas pessoas se juntaram ao redor do edifício, construído em 1905, para vê-lo ser consumido pelas chamas. Tony O’Rahilly, um morador local foi um desses curiosos e tirou fotos do espetáculo com lentes de telefoto de 200mm, do outro lado da rua.  Uma dessas fotografias mostra algo que parece ser uma pequena, e parcialmente transparente, menina parada na porta. Nem O’ Rahilly, nem nenhuma outra testemunha do incêndio disse ter visto a menina no local naquele momento.

O’Rahilly levou os negativos da foto para serem analisados por um especialista na Association for the Scientific Study of Anomalous Phenomena, que então repassou o caso para ser estudado pelo Dr. Vernon Harrison, um expert em fotografia, antigo presidente da Royal Photographic Society. Harrison examinou cuidadosamente tanto a foto impressa como seu negativo e concluiu que não havia adulteração/falsificação. A foto era genuína.

Mas quem é a menina? O local do edifício (Wem), havia sido, em tempos antigos, um vilarejo pacífico que foi devastado pelo fogo. Em 1677, os registros históricos afirmam, o fogo destruiu muitas das casas de madeira da cidade. Diz a lenda que uma menina, Jane Churm, acidentalmente incendiou um teto de palha com uma vela. Muitos acreditam que o fantasma dela assombra essa área, e que ela foi vista em outras ocasiões.

- Os fantasmas do SS Watertown

James Courtney e Michael Meehan, eram membros da tripulação do SS Watertown, e estavam limpando o tanque de carga desse navio petroleiro enquanto ele saía do canal do Panamá em direção à cidade de Nova York, em dezembro de 1924. Através de um acidente muito estranho, os dois homens foram dominados por vapores de gás e mortos. Conforme o costume da época, os marinheiros foram sepultados no mar, na costa do México, em 4 de dezembro.

Mas, essa não seria a última vez que os companheiros dos dois marinheiros os veriam… No dia seguinte, antes do pôr-do-sol, um imediato reportou ter visto as faces de dois homens nas ondas à bombordo do navio. Eles permaneceram na água por 10 segundos, e então desapareceram. Por vários dias depois, as faces fantasmagóricas dos marinheiros foram claramente vistas pelos outros membros da tripulação, na água ao redor do navio.

Ao chegarem em Nova Orleans, o capitão do navio, Keith Tracy, reportou os estranhos eventos ao seus empregadores, da Cities Service Company, que recomendaram que ele fotografasse as misteriosas faces. E foi o que o capitão fez. Na viagem seguinte, assim que os rostos apareceram novamente na água, ele tirou 6 fotos, e guardou a câmera e o filme no cofre do navio. Quando o filme foi revelado, cinco das fotos não mostraram nada além da espuma da água. Mas a sexta mostra os rostos dos marinheiros mortos. Os negativos foram analisados por uma agência de investigação. Após mudanças na tripulação do navio, as faces nunca mais foram vistas…

- A garota de Bachelor’s Grove

Esta foto foi tirada durante uma investigação no cemitério de Bachelor’s Grove, próximo a Chicago, pela Ghost Research Society (GRS). Em 10 de agosto de 1991, vários membros do GRS estavam no cemitério, um pequeno e abandonado cemitério nos limites de Rubio Woods Forest Preserve, próximo ao subúrbio de Midlothian, Illinois. Com a reputação de ser um dos cemitérios mais assombrados dos EUA, o Bachelor’s Grove já foi o local de mais de 100 diferentes testemunhos de fenômenos estranhos, incluindo visões e barulhos inexplicáveis, e até bolas de luz.

Mari Huff, uma integrante da GRS, estava tirando fotos preto-e-branco com uma câmera infravermelha onde o grupo havia observado algumas anomalias em seus aparelhos de “caça-fantasmas”. O cemitério estava completamente vazio, a não ser pela equipe da GRS. Quando as fotos foram reveladas, uma imagem emergiu: uma moça, sozinha, sentada em uma lápide. Algumas partes do seu corpo parecem estar transparentes, e o vestido que usa parece fora de moda.

- O espectro da igreja Newby

Esta fotografia foi tirada em 1963 pelo Reverendo K. F. Lord na igreja de Newby, em North Yorkshire, Inglaterra. A foto é controversa porque é boa demais. O rosto coberto e a forma como olha diretamente para a câmera faz com que pareça posado – uma dupla exposição bem feita. Mesmo assim, supostamente, a foto foi analisada por especialistas em fotografia que disseram que a imagem não é fruto de dupla exposição. O Reverendo Lord disse que nada podia ser visto a olho nu quando tirou a foto do altar. Mas, quando o filme foi revelado, uma estranha figura encapuzada estava lá.

A igreja foi construída em 1870, e desde então, nunca havia tido nenhum relato de aparição, assombração ou qualquer outro fenômeno estranho no local. Algumas pessoas, que analisaram cuidadosamente as proporções dos objetos na foto, calcularam que o espectro deveria ter cerca de 2,75m!!!

- O fantasma do vovô

A foto é de Denise Russel. A senhora no centro da fotografia é a avó dela. Esta senhora viveu até a idade de 94 anos, quando sua mente começou a enfraquecer e ela teve quer ser colocada em um asilo especial. No fim da primeira semana, houve um piquenique para os residentes e seus familiares. A mãe e a irmã de Denise foram.  A irmã tirou duas fotos naquele dia, e esta é uma delas.  Foi tirada num domingo, 17 de agosto de 1997, e a família pensa que o homem atrás da avó na foto é o avô, que faleceu em 14 de agosto de 1984.

Ninguém havia notado o homem da foto até o Natal de 2000, (a avó já tinha falecido também), enquanto olhavam pelas fotos de família. A irmã de Denise achou que essa era uma ótima foto da avó delas, e resolveu que faria uma outra cópia para a mãe, e ainda ninguém havia notado a anomalia. Quando Denise chegou na casa dos pais para a festa de Natal, naquele dia, sua irmã lhe mostrou a foto novamente e disse: “com quem você acha que esse homem que está atrás da vovó se parece?” Ficaram estarrecidas. Era o vovô. Compare com as fotos em preto-e-branco desse senhor em vida:

- O fantasma da festa

Observe a animação acima. As duas fotos foram tiradas em 1988, no Hotel Vierjahreszeiten em Maurach, Áustria. Vários turistas haviam se reunido para um jantar de despedida no hotel, e decidiram tirar uma foto do grupo. Um dos participantes, o sr. Todd, armou sua câmera Canon na mesa do lado e apontou-a para o grupo. Ele programou o timer da câmera e correu para a mesa. A câmera deu o clique, mas o flash não disparou. Então Todd preparou a câmera para uma segunda foto. Desta vez o flash disparou.

O filme foi posteriormente revelado, e ninguém havia notado nada até que um dos participantes do jantar (e da foto!) notou que havia uma cabeça extra, meio borrada no meio do grupo, que apareceu na primeira foto (a que o flash não funcionou). Ninguém reconheceu a mulher fantasmagórica, e ninguém sabe dizer como a imagem dela apareceu na foto. Além de estar um pouco fora de foco, a cabeça dela é um pouco desproporcional comparada a dos outros integrantes da fotografia.

A foto foi examinada pela Royal Photographic Society, pelo departamento de fotografia da Universidade de Leicester e pela Society for Psychical Research (Sociedade de Pesquisa Psíquica), e todos afirmaram que a imagem na foto não é decorrente de dupla exposição.

- O bebê fantasma do cemitério

Uma mulher de nome sra. Andrews visitava o túmulo de sua filha em um cemitério em Queensland, Austrália em 1946 ou 1947. A sua filha Joyce havia morrido cerca de um ano antes, em 1945, com a idade de 17 anos. Quando tirou a foto do túmulo de Joyce, a sra. Andrews não notou nada fora do normal no local. Mas, quando o filme foi revelado, ela ficou atônita ao ver a imagem de uma criança sentada alegremente no túmulo de sua filha. O fantasma da criança parece saber da presença da sra. Andrews, pois olhava diretamente para a câmera.

Será possível uma dupla exposição? A sra. Andrews disse que não havia nenhuma criança ali perto quando tirou a foto, e sequer reconhece essa criança - ela jamais poderia ter tirado a foto desse bebê. Ela disse que não acreditava que o bebê em questão pudesse ser sua filha quando pequena.

Investigando o caso, o pesquisado paranormal australiano Tony Healy, visitou o cemitério no fim dos anos 90. Perto do túmulo de Joyce havia os túmulos de duas crianças.

- O fantasma da igreja Sefton

A igreja Sefton é uma estrutura antiga, iniciada no século 12 e finalizada no início do século 16, localizada em Merseyside, Inglaterra, logo ao norte de Liverpool. Esta fotografia foi tirada dentro da igreja, em setembro de 1999. De acordo com o livro de Brad Steiger, Real Ghosts, Restless Spirits and Haunted Places, quando esta foto foi tirada, só havia um único fotógrafo, além do que bateu a fotografia, no recinto. Nenhum dos dois lembram de ter visto uma outra pessoa ou sequer um fantasma no local, naquele momento. Pelo fato da figura estar toda de preto, especula-se que a aparição possa ser de um padre ou sacerdote.

+++

Pessoal, recebi da Simone uma foto tirada no dia 11/09/09, pelo marido dela, da fachada de um prédio nos EUA. A foto foi tirada com uma câmera digital Nikon Coolpix. Na foto, que coloquei abaixo, circulei em vermelho a imagem que supostamente seria a de um “fantasma”. Segundo a Simone, não havia ninguém no hall do prédio no momento em que a foto foi tirada, muito menos um sofá para se sentar. Ela diz ainda que no momento que a foto estava sendo tirada, acontecia uma homenagem às vítimas do 11 de Setembro em Nova York, próximo ao prédio. Para aumentar a imagem, basta clicar na foto.

Opiniões?

Outras fotos do local:

O outro lado da rua (para quem pensou em um possível reflexo de um homem que poderia estar sentado em um lugar do outro lado da rua):

+++

11/03/2010

Pois pois. Já que ninguém descobriu o que aconteceu na foto acima, enviada pela internauta Simone, eu explico!

Não é uma foto de fantasma. Longe disso.

O que aconteceu foi que no momento em que a foto da fachada do prédio foi tirada, um caminhão da empresa americana “La-Z-Boy” (que vende poltronas e sofás) estava passando, e o fotógrafo captou (com um timing que podemos dizer, perfeito!) o instante em que o reflexo da foto que estampava o caminhão – a de um homem sentado numa poltrona -  refletia na vidraça da porta do edifício!

Observem, abaixo:

A foto foi invertida, para que o que aparece escrito no reflexo pudesse ser melhor visualizado. É possível ver o baú do caminhão e que ele mostra não apenas a foto do homem sentado, mas um anúncio escrito.

Não foi dessa vez!

+++

04/10/10

A pedido da autora, as fotos foram retiradas.



Sobre a Autora

Karina
Olá, Sou a editora do site InconscienteColetivo.net.






 
 

 
Monumento de Stonehenge, na Inglaterra, ao anoitecer: inspiração na acústica

(Acústica teria inspirado Stonehenge, segundo teoria científica)

Mais uma teoria que se junta às muitas… Os grifos são meus: +++ Construtores do monumento teriam reproduzido fenômeno de interferência acústica, acreditando se tratar de algo sobrenatural O monumento megalítico do S...
por Karina
6

 
 
Combustão Humana Espontânea (SHC)

(Irlanda: idoso carbonizado foi vítima de combustão espontânea)

Um dos fenômenos mais intrigantes estudados pela Parapsicologia, na minha opinião, vira notícia essa semana. Já havia comentando brevemente o assunto num post mais antigo. Para quem  nunca ouviu falar da Combustão Humana ...
por Karina
9

 
 
Daryl Bem, da Universidade Cornell, vai publicar artigo científico sobre percepção extrassensorial e capacidade de prever eventos futuros

E a verdade…desaparece!

E a “polêmica” chega ao Brasil… O paper do Dr. Bem está dando o que falar nos EUA. Com  61 páginas, o trabalho entitulado: “Feeling the Future: Experimental Evidence for Anomalous Retroactive Influen...
por Karina
1

 




447 Comentários


 
 

  1. […] As melhores fotos de fantasmas já tiradas … – Estava eu pesquisando por fotos de fantasmas famosas e/ou ainda sem explicação, quando li uma notícia que me deu uma ideia. Um psicólogo britânico estava …… […]


  2. Raphael TDW

    incrivel, a foto do cara que tá atrás da velha que me cagou todo….

    [Responda esse comentário]


  3. jony moreira

    Já trabalhei várias vezes em cemitérios costruindo túmulos,é comum ,eu e meus ajudantes sempre estamos vendo algo estranho.Na ultima vez,uma senhora chegou bem perto e nos perguntou: quem era o coveiro meu ajudante respondeu que ele tinha ido almoçar,era quase 12:00h ,a senhora saiu quieta de perto de nos ,e foi no sentido oposto a entrada do cemitério desaparecendo diante da gente.Guardamos as ferramentas e só voltamos a trabalhar dois dias depois.

    [Responda esse comentário]


  4. cynthia

    E muito chocante…. essas imagens..

    [Responda esse comentário]


  5. paulo costa

    Um dia ao fechar a porta da cozinha da casa onde eu morava, percebi que havia um homem do lado de fora da casa. Ao perceber que não se tratava de um colega meu que morava lá também, corrí atra´s dele que desapareceu rapidamente. Pois a casa não me amedrontava ,e sim, me perturbava.

    [Responda esse comentário]


  6. Certo dia eu fui beber agua de madrugada.. fui la abrir a geladeira e talz peguei a garrafa e comecei a beber, direto na boca como de costume…. como eu estava tonto de sono nao liguei muito para o que vi. gente quando eu levantei a garrafa para beber algo me chamou a atenção direto para o quarto. (onde dorme minha mãe e eu) quando olhei entre o corredor e o quarto eu vi minha avó que havia falecido. ela estava em frente a cama que era dela e que hoje é da minha mãe… OBS; não bebo, não uso drogas e não tenho vício nenhum. tenho plena certeza do que presenciei naquela madrugada……………… não tenho o porque mentir pra vcs.

    [Responda esse comentário]


  7. MARCOS

    EU GOSTO MUITO DESSE TIPO DE HISTORIA

    [Responda esse comentário]


  8. de tanto olhar ja estou comedo

    [Responda esse comentário]

    flavio respondeu:

    Tambem me apavorei;

    [Responda esse comentário]


 
 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>